Dilma promulga acordo de pesquisa de fusão nuclear com a Comunidade Europeia

MAURÍCIO TUFFANI,
Editor

É estranho que em meio a tantas notícias negativas, agravadas nos últimos dias, nenhuma informação tenha sido divulgada pelo próprio governo federal sobre a promulgação do acordo entre o Brasil e a Comunidade Europeia de Energia Atômica (Euratom) para pesquisa sobre energia nuclear de fusão. Assinado em Brasília em novembro de 2009 e aprovado pelo Congresso nacional em dezembro de 2012, o ato foi promulgado por meio de decreto da presidente Dilma Rousseff publicado nesta terça-feira no Diário Oficial da União. A iniciativa envolve a participação no megaprojeto Reator Experimental Termonuclear Internacional (Iter), em construção desde 2007 em Cadarache, na França, orçado em cerca de 14 bilhões de euros.

 

Busca da energia limpa

Além de envolver um dos grandes desafios da ciência, o motivo de se investir tanto dinheiro é a busca por uma fonte praticamente inesgotável de energia limpa, diferentemente da fissão nuclear, usada atualmente para geração de eletricidade. Participam do projeto ao todo 35 países, não só da União Europeia, mas também os Estados Unidos, China, Coreia do Sul, Índia, Japão e Rússia. Dos cofres dos EUA, por exemplo, estão previstos para este ano para o Iter US$ 115 milhões, quase um terço do total de US$ 398 milhões para o gasto total previsto no orçamento em pesquisa de fusão, definido após o corte de 9% pelo governo.

 

Novo laboratório

Em setembro do ano passado, representantes da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) e da USP participaram em Culham, no Reino Unido, da reunião de instalação do comitê de coordenação do acordo. Um dos temas do encontro foi a implantação do Laboratório de Fusão Nuclear da CNEN, que naquele momento estava na fase de contratação do projeto básico de engenharia. Vamos ver se hoje o Ministério da Ciência, tecnologia e Informação (MCTI) revela quais são as novidades sobre essa iniciativa.

 

Capacitação em publicação científica

A Associação Brasileira de Editores Científicos (Abec Brasil) estabeleceu um programa com o prestigiado Council of Science Editors (CSE), criado nos EUA em 2012, para facilitar a capacitação dos editores brasileiros no prestigiado CSE Publication Certificate Program. A parceria deu origem ao ProCPC, que permite aos inscritos no Brasil atender a maior parte dos requisitos para certificação do programa por meio da participação em eventos no país. Para participar do ProCPC é preciso ser afiliado à ABEC ou ao CSE. Mais informações estão no site da Abec Brasil.

 

Programa de treinamento da Folha

Uma ótima oportunidade para os interessados em trabalhar no jornalismo científico é o 4º Programa de Treinamento em Jornalismo de Ciência e Saúde da Folha de S.Paulo, aberto a profissionais e estudantes de todas as áreas, não apenas do jornalismo.  Após a análise de currículo e a prova on-line na primeira fase de seleção, na segunda etapa haverá atividades e exercícios na sede do jornal, em São Paulo. Depois disso, na primeira semana de junho, os selecionados iniciarão o curso com duração de cinco semanas em período integral. Este jornalista conhece não só o programa e sua equipe, mas também profissionais que passaram por ele, e o recomenda fortemente para os interessados. Mais informações na página do Treinamento em Ciência e Saúde.

 

Serra da Jiboia, na Bahia

A Assembleia Legislativa do Estado da Bahia realiza amanhã (quarta-feira, 27/4) uma audiência pública sobre a proposta de criação de um mosaico de unidades de conservação na Serra da Jiboia. Situada no Recôncavo Sul Baiano, a área possui importantes remanescentes da Mata Atlântica, envolvendo quatro bacias hidrográficas e 30 municípios. A iniciativa Projeto serra da Jiboia foi elaborada pelo Grupo Ambientalista da Bahia (Gambá) em parceria com a Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB). Confira.

 

Destaques na internet

Seleção de artigos, reportagens e outros textos publicados on-line desde a coluna de ontem.

Agência Fapesp

Agência Gestão de CT&I

Capes – Notícias

O Estado de S. Paulo

Financial Times

Folha de S.Paulo

O Globo

Jornal da Ciência (SBPC)

MCTI – Notícias

The New York Times

Valor Econômico

Veja

*Acrescentado às 11h.
Na imagem acima, câmara do projeto do Reator Experimental Termonuclear Internacional (Iter), em construção na França. Crédito: EuroFusion/Divulgação.


Apoie o jornalismo crítico e independente de Direto da Ciência

Você acha importante o trabalho deste site? Independência e dedicação têm custo. E conteúdo exclusivo e de alta qualidade exige competência e também investimento para ser produzido. Conheça o compromisso de Direto da Ciência com essa perspectiva de trabalho jornalístico e com seus leitores. (Clique aqui para saber mais e apoiar.)


Receba avisos de posts de Direto da Ciência.

Informe seu e-mail para receber avisos. Ele não será fornecido a terceiros.

Para sua segurança, você receberá uma mensagem de confirmação. Ao abri-la, basta clicar em Confirmar, e sua inscrição já estará concluída. Você sempre poderá, se quiser, cancelar o recebimento dos avisos.


Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução de conteúdos de Direto da Ciência.
Clique aqui para saber como divulgar.

Top