Pior que Temer e seu ministro da Ciência foi não duvidarmos que a notícia fosse verdade

MAURÍCIO TUFFANI,
Editor

Peço desculpas aos leitores deste blog jornalístico de ciência por manter como destaque o mesmo assunto de ontem. Mas não há como deixar de registrar a terrível constatação a que chegou este blogueiro ao final do dia, ao fazer um balanço das reações na internet à escolha do presidente nacional do PRB, o pastor Marcos Pereira — bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus — pelo vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP) para ser o titular do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) se a presidente Dilma Rousseff for afastada de seu cargo.

Desta vez não fomos capazes de duvidar ou até mesmo de não levar a sério. Diferentemente das reações a inesperadas e anedóticas escolhas da presidente reeleita Dilma no final de 2014 para seu novo ministério — como a do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) para o MCTI e a do então presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, para a Petrobras —, desta vez, salvo por raríssimas exceções nas redes sociais, ninguém achou que a notícia sobre Temer e Pereira fosse intriga política ou até mesmo pegadinha. O próprio Sensacionalista demorou muito para publicar a piada da tomada dos três pinos. Pode ser um sinal de que não somos mais os mesmos debochados brasileiros de sempre.

Além de enquadrar e reduzir todos os assuntos e de pulverizar nosso caráter nacional do “homem cordial”, descrito pelo historiador Sérgio Buarque de Holanda em “Raízes do Brasil” (1936) — OK, tudo bem, já é sabido que teóricos posteriores criticaram essa concepção —, a polarização político-ideológica que se intensificou a partir das eleições de 2014 parece já ter roubado definitivamente de nós até mesmo nossa capacidade não aprender depressa a chamar de realidade o que quer que seja.

Em meio a tudo o que está nos deprimindo, estamos ficando cada vez  mais sem graça e, pior, menos irreverentes. Sempre fomos majoritariamente conformistas, nunca tivemos um passado verdadeiramente glorioso. Mas era um conformismo temperado pela irreverência. Se estas reflexões forem corretas, nosso risco maior é partirmos para um conformismo cínico, indiferente e, pior ainda, temperado pela polarização política burra que está obstruindo nossa capacidade de refletir.

 

Contra a autonomia universitária

Não foi essa a primeira vez que Temer “queimou o filme” com a comunidade científica. Apesar de ser professor e autor de livros de direito constitucional, em 1974, como procurador do Estado de São Paulo, ele atuou contra a autonomia universitária da USP no processo que carregou seu nome até 1979, quando foi apreciado pelo STF. O governo do estado e o TCE não aceitavam que a universidade pudesse alterar suas rubricas orçamentárias sem autorização do Executivo. O processo terminou com a decisão unânime do STF, em pleno regime militar, em favor da autonomia universitária, defendida no relatório do ministro Pedro Soares Muñoz, que destacou a seguinte argumentação do parecer do jurista Caio Tácito.

Subordinar cada uma dessas mutações internas das despesas de custeio à aprovação do governador do Estado, como decorrerá da exegese esposada pelo Tribunal de Contas do Estado, é condenar a USP a uma subordinação intolerável, jungindo-a em atos comezinhos de sua economia ao alvedrio do Poder Executivo. Será a mutilação ou a castração de sua autonomia, despojando-a de uma qualidade indispensável ao regular o eficaz funcionamento da universidade, ao arrepio da lei e do sistema federal do ensino superior.

 

Sem conflito de interesses

Antes que surjam acusações de partidarismo ou advocacia jornalística, este blogueiro esclarece que não integra o time dos contrários ao impeachment da presidente Dilma Rousseff. Mas também não é a favor do arranjo que está em curso para substituir seu governo.

 

Comissão de C&T da Câmara

O deputado Alexandre Leite (DEM-SP) foi eleito, nesta terça-feira (3) presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados (CCTCI). O parlamentar afirmou que pretende agilizar o andamento dos projetos que tramitam na comissão e retomar a discussão do Marco Civil da Internet, que “precisa de um modelo mais novo”, segundo a Agência Câmara de Notícias. Foram eleitos também os deputados Jorge Tadeu Mudalen (DEM-SP), Marcos Soares (DEM-RJ) e Tia Eron (PRB-BA) para as primeira, segunda e terceiras vice-presidências 3ª vice-presidência da CCTCI, respectivamente.

 

Bilhões para a Defesa

Segundo a Coluna do Estadão hoje, o Ministério da Defesa, cujo titular é o ex-minsitro do MCTI Aldo Rebelo (PCdoB-SP), pretende quer aproveitar o “saco de bondades” da presidente Dilma para criar um fundo de investimento na escala de bilhões de reais, com o Banco do Brasil, lastreado por bens da União, que poderá apoiar, por exemplo, a fabricação de submarinos, o programa nuclear da Marinha, o Sistema de Monitoramento de Fronteiras e o caça FX-2, da FAB.

 

Reportagem imperdível sobre Mariana

Não percam a excelente reportagem Seis meses após desastre ambiental, moradores vivem em meio a devastação, da jornalista Ana Lúcia Azevedo, e o impressionante ensaio fotográfico Desastre ambiental de Mariana completa seis meses, da fotojornalista Ana Branco, enviadas especiais de O Globo à região do incidente da Samarco em novembro.

 

Destaques na internet

Seleção de artigos, reportagens e outros textos publicados on-line desde a coluna de ontem.

 

Agência Gestão de CT&I

 

O Estado de S. Paulo

Folha de S.Paulo

O Globo

Jornal da Ciência (SBPC)

Nature

The New York Times

Valor Econômico

Na imagem acima, o vice-presidente Michel Temer recebe Marcos Pereira, presidente nacional do PRB. Foto: Romério Cunha/Ascom-Vice-Presidência da República.


Apoie o jornalismo crítico e independente de Direto da Ciência

Você acha importante o trabalho deste site? Independência e dedicação têm custo. E conteúdo exclusivo e de alta qualidade exige competência e também investimento para ser produzido. Conheça o compromisso de Direto da Ciência com essa perspectiva de trabalho jornalístico e com seus leitores. (Clique aqui para saber mais e apoiar.)


Receba avisos de posts de Direto da Ciência.

Informe seu e-mail para receber avisos. Ele não será fornecido a terceiros.

Para sua segurança, você receberá uma mensagem de confirmação. Ao abri-la, basta clicar em Confirmar, e sua inscrição já estará concluída. Você sempre poderá, se quiser, cancelar o recebimento dos avisos.


Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução de conteúdos de Direto da Ciência.
Clique aqui para saber como divulgar.

Um comentários;

  1. Eliete said:

    Tentar ajudar ignorantes sem treinamento é o mesmo que tentar salvar afogado sem bóia, corremos o risco de sermos puxados para baixo.

Comentários encerrados.

Top