Governo reduz em 27% orçamento da Finep para 2017

MAURÍCIO TUFFANI,
Editor

Na sexta-feira (16), ao aprovar a programação orçamentária e financeira para todas as estatais federais para 2017, o presidente Michel Temer (PMDB) reduziu em 27,4%, em comparação com a previsão para 2016, da  Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), empresa vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

No Programa de Dispêndios Globais para o ano que vem publicado nesta segunda-feira (19), estão previstos cerca de R$ 3,8 bilhões para a Finep, que concede financiamentos reembolsáveis e não reembolsáveis a instituições de pesquisa e empresas brasileiras.

No final do ano passado, a então presidente Dilma Rousseff (PT) estabeleceu para a Finep o montante de aproximadamente R$ 5,3 bilhões como previsão para 2016. Desse valor, no entanto, a despesa efetivamente realizada foi   R$ 1 bilhão menor, ou seja, foi 18,9% menos do que o total previsto.

Desse modo, o orçamento para a estatal 2017, além de ser 27,4% menor que o inicialmente previsto para este ano, é também 10,4% menor do que os dispêndios realizados neste ano, como mostra a tabela a seguir.

Publicado por meio de decreto no Diário Oficial da União nesta segunda-feira, o Programa de Dispêndios Globais (PDG) é anualmente elaborado pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão com base em  informações econômico-financeiras das estatais federais.

Essa programação de receitas e despesas é organizada paralelamente à preparação da mensagem a ser enviada pelo presidente da República para o Congresso Nacional, encaminhando o Orçamento Geral da União com a indicação das fontes de recursos para as empresas estatais.

 

Assinatura de convênios

Está prevista para as 14h desta segunda-feira na sede da Finep, no Rio de Janeiro, a assinatura, pelo presidente da estatal, Marcos Cintra, de convênios no valor total de R$ 234,8 milhões sobre pesquisa de combate à zika e apoio a projetos de instituições de pesquisa.

Estão previstas as presenças do ministro do MCTIC, Gilberto Kassab (PSD), do presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC), Luiz Davidovich, e do governador do Amazonas, José Melo de Oliveira (PROS), segundo nota da Finep divulgada na sexta-feira.

 

Na imagem acima, o diretor-presidente da Financiadora de Estudos e Projetos, Marcos Cintra, e o presidente da República, Michel Temer, durante reunião do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia. Foto: Marcos Corrêa/PR.


Apoie o jornalismo crítico e independente de Direto da Ciência

Você acha importante o trabalho deste site? Independência e dedicação têm custo. E conteúdo exclusivo e de alta qualidade exige competência e também investimento para ser produzido. Conheça o compromisso de Direto da Ciência com essa perspectiva de trabalho jornalístico e com seus leitores. (Clique aqui para saber mais e apoiar.)


Receba avisos de posts de Direto da Ciência.

Informe seu e-mail para receber avisos. Ele não será fornecido a terceiros.

Para sua segurança, você receberá uma mensagem de confirmação. Ao abri-la, basta clicar em Confirmar, e sua inscrição já estará concluída. Você sempre poderá, se quiser, cancelar o recebimento dos avisos.


Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução de conteúdos de Direto da Ciência.
Clique aqui para saber como divulgar.

Um comentários;

  1. Pingback: Governo reduz em 27% orçamento da Finep ...

*

Top