Comece o dia por dentro do que importa em ciência, ambiente e ensino superior

Esteja em dia com as notícias nessas áreas. Em poucos minutos, entenda o que está em jogo nelas sem enfrentar o caos da informação.

Direto do Editor é uma newsletter diária do site Direto da Ciência que traz todas as manhãs de segunda a sexta-feira informações sobre tendências, decisões e bastidores da ciência, do meio ambiente e do ensino superior.

Produzida pelo jornalista Maurício Tuffani, que foi editor da Scientific American Brasil, diretor das revistas Unesp CiênciaGalileu e repórter e editor de ciência da Folha, Direto do Editor também ajuda você a se organizar em meio ao caos crescente da comunicação, indicando notícias e outras informações relevantes e que podem afetar o dia a dia das pessoas atentas aos rumos dessas áreas.

Assinando Direto do Editor você também estará colaborando com o jornalismo crítico, independente e investigativo de Direto da Ciência.*

Conheça Direto do Editor.
Veja a seguir a newsletter deste sábado.


Edição nº 19. Sábado, 8 de dezembro de 2018.

 

Sinopse

▪ A reação da ONU à desistência do Brasil em sediar a COP-25.
▪ O segundo aumento anual consecutivo das emissões globais de carbono.
▪ O meio ambiente e as 10 bilhões de bocas a serem alimentadas em 2050.
▪ Por que Bolsonaro demora para escolher seu ministro do Meio Ambiente.
▪ O encontro de Marcos Pontes com representantes da comunidade científica.
▪ E outras notícias.

 

Políticas e tendências

 

Conferência do Clima

Decepção. A agência de mudanças climáticas da ONU recebeu com lamento e decepção a desistência do Brasil de sediar a 25ª Conferência das Partes (COP-25) da Convenção das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, informa Ana Carolina Amaral na Folha de S. Paulo.

Emissões voltam a crescer. Após três anos seguidos de estabilidade nas emissões globais de carbono (2014-2016), havia ainda a esperança de que o aumento de 1,6% em 2017 fosse um ponto fora da curva. Um relatório apresentado na COP-24, em Katowice, na Polônia, jogou um balde de água fria nessa esperança, explica Fábio de Castro em Direto da Ciência.

10 bilhões de bocas. O mundo deverá ter 10 bilhões de pessoas em 2050. Para alimentá-las sem destruir o planeta, será preciso transformar todo o sistema global de alimentos, envolvendo produtores, empresários, governos e consumidores, segundo estudo do World Resources Institute (WRI) apresentado na quarta-feira (5), na COP-24, informa Fábio de Castro em Direto da Ciência.

Delinquente ambiental. A Climate Action Network, rede de mais de mil organizações que concede diariamente o troféu Fóssil do Dia nas conferências do clima, deu o “prêmio” no dia 6 ao Brasil por causa das ameaças do presidente eleito, Jair Bolsonaro, à agenda do clima (Observatório do Clima).

Compromisso insuficiente. O Climate Action Tracker atualizou os dados e tendências do Brasil relacionados com seus compromissos assumidos no Acordo de Paris. A análise concluiu que nossas metas não são consistentes com a meta de limitar o aquecimento global a menos de 2°C. Se todos os países seguissem a abordagem do Brasil, o aquecimento atingiria mais de 2°C e até 3°C (Climate Action Tracker/ClimaInfo).

A que ponto chegamos. 1. O mundo está ficando mais quente. 2. 2018 bateu todos os tipos de recordes. 3. Não estamos no caminho certo para atingir as metas de mudança climática. 4. Os maiores emissores são China e EUA. 5. As áreas urbanas são particularmente ameaçadas. 6. O gelo do Ártico também está ameaçado. 7. Todos podem fazer mais para ajudar. Confira em Aquecimento global: 7 gráficos que mostram em que ponto estamos (BBC News Brasil).

 

Ainda a escolha para o MMA

Indefinição e temores. Apesar de prometida para até o final desta semana, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, não indicou quem será o próximo titular do Ministério do Meio Ambiente (MMA). Além de divergências dentro da equipe de transição sobre o tema, Bolsonaro também teme que haja forte reação negativa internacional de ONGs e ambientalistas ao escolhido para o posto, como disse Cristiano Zaia, no Valor Econômico.

Pode demorar ainda mais. Já tem gente dizendo que, para revelar seu escolhido, o presidente eleito está esperando acabar a COP-24, na Polônia, onde estão reunidos justamente aqueles que poderão proover a repercussão internacional negativa que ele teme.

Novo nome. O presidente eleito chegou até a cogitar a possibilidade de escolher o professor de geografia Ricardo Felício, da USP, que é negacionista do aquecimento global antropogênico, informou a coluna Painel, da Folha. Comentei a atuação dele em agosto do ano passado em Direto da Ciência.

O preferido. Bolsonaro teria dito a aliados na quinta-feira (6) que está inclinado a nomear para o MMA o advogado Ricardo Salles, que foi secretário particular do governador paulista Geraldo Alckmin e secretário estadual do Meio Ambiente, informou Paulo Capelli para O Globo.

Omissão da imprensa. Quase todos os veículos que noticiaram a possibilidade da escolha por Salles não mencionaram nada sobre sua tumultuada atuação no Meio Ambiente de São Paulo nem sobre o fato de ele ser réu em uma ação de improbidade, acusado pelo Ministério Público de ter alterado ilegalmente o plano de manejo da Área de Proteção Ambiental da Várzea do Rio Tietê. Exceções foram a revista Globo Rural e Direto da Ciência.

 

O discurso do ministro astronauta

A opção por uma palestra motivacional sem anunciar nenhuma novidade foi a estratégia discursiva do futuro ministro da Ciência e Tecnologia em encontro com representantes da comunidade científica. Vale a pena conferir em Os pequenos passos do astronauta Marcos Pontes, de Flávia Tavares, na Piauí.

 

Votação: fundos patrimoniais

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, colocou na pauta do plenário, de segunda-feira, 10, a votação do projeto de lei de conversão nº 31, oriundo da Medida Provisória nº 851/2018, que inclui as fundações de apoio como gestoras dos futuros fundos patrimoniais (previstos na MP), com incentivos fiscais a doadores de recursos à área de ciência, tecnologia e inovação, informa a Agência Câmara Notícias.

 

Inmetro contra transferência

A possível transferência do Inmetro para o Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) já causa insatisfação em setores da autarquia, que consideram as atividades do instituto muito mais ligadas ao futuro Ministério da Economia (Paula Soprana, Folha de S.Paulo/Asmetro-SN)

 

China quer pesquisas em Open Access

Agências chinesas de fomento divulgaram que pretendem exigir que todos os estudos financiados com recursos públicos sejam publicados em revistas em acesso aberto, informa Fábio de Castro em Direto da Ciência.

 

Recursos para CNPq e Finep

Em carta ao relator-geral do orçamento de 2019 no Congresso, a SBPC, a ABC e outras quatro entidades sugerem que o MCTIC use parte do R$ 1,3 bilhão destinado a inversões financeiras para a ECT e Telebrás para complementar recursos do CNPq, e pedem também que se retire da Reserva de Contingência os recursos do FNDCT destinados à Finep (Daniela Klebis, Jornal da Ciência).

 

Outros artigos e reportagens

O Acordo de Paris enfrenta o populismo de direita (Leslie Hook, Financial Times/ClimaInfo)
Novo governo não pode relegar meio ambiente a segundo plano – Tema precisa ficar longe de ideologias, para se concentrar no bem-estar da população (editorial, O Globo)
Bolsonaro contra o agronegócioPresidente eleito e sua seita de esquisitos podem quebrar o setor (Reinaldo Azevedo, Folha de S.Paulo)
Forças ruralistas e evangélicas agem para estrangular a FunaiLobistas e parlamentares trabalham para mudanças de diretrizes do órgão (Rubens Valente, Folha de S.Paulo)
Em busca do equilíbrio financeiro da USPA situação ‘despiorou’, mas ainda está longe de ser observado o limite prudencial (João Cyro André, O Estado de S.Paulo)
Nova biblioteca do MCTIC reúne mais de 25 mil títulos e vai oferecer repositório digital (MCTIC)
MCTIC lança plataforma de políticas públicas e ações de digitalização do país (MCTIC)

 

Ciência e ambiente

 

Megaextinção por aquecimento global

A maior extinção em massa de espécies já registrada na Terra, ocorrida há 252 milhões de anos e que eliminou 96% da fauna marinha, foi resultado do aquecimento global e deixou os animais dos oceanos sem oxigênio suficiente para sobreviver, segundo um estudo publicado na revista Science (UOL).

 

Veja também

Colisão e aquecimentoSeres vivos não foram selecionados para se preocuparem com o longo prazo, mas só para sobreviver até a idade reprodutiva (Fernando Reinach, O Estado de S. Paulo)
Missão da Nasa em Marte capta áudio do vento no planeta pela 1ª vez (G1)
China lança sonda Chang’e-4 para explorar face oculta da Lua (EFE/UOL)
Como esperança e pessimismo ajudam a proteger gorilas da extinção (The New York Times/UOL)

 

Eventos

 

Visibilidade da pesquisa científica

Na próxima terça-feira, dia 11, às 14h, estarei no Instituto Biológico, em São Paulo, para fazer a apresentação “O desafio da visibilidade da pesquisa científica”, organizada pela Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo (APqC). Mais informações.

 

Poluição e cérebros de bebês

O impactante filme francês “Demain, tous crétins” sobre os impactos cerebrais dos poluentes sintéticos que perturbam as glândulas do metabolismo, funções reprodutivas, crescimento, sistema nervoso e desenvolvimento cerebral terá exibição seguida de palestra com Maria Izabel Chiamolera, da Sociedade Brasileira de Endocrinologia (SBEM). No dia 13, às 19h30, em São Paulo, no Cineclube Socioambiental Crisantempo.

 

Oportunidades

 

Grupos de pesquisa em câncer no RJ

Estão abertas até 25 de janeiro de 2019 as inscrições para grupos do Rio de Janeiro que realizam pesquisas sobre o câncer em diferentes áreas, interessados no estudo da biologia do câncer, para se candidatarem a integrar o Programa de Oncobiologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Saiba mais.

 

Financiamento para olimpíadas de conhecimento

Estão abertas até o dia 27 as inscrições para a segunda rodada de edital no valor de R$ 500 mil para financiar a participação de estudantes brasileiros em edições internacionais de olimpíadas do conhecimento. Exige-se que a participação na etapa internacional ocorra de 01/03/2019 a 29/02/2020. Saiba mais.

 

Vagas olímpicas para 26 cursos da Unicamp

Estão abertas até 10 de janeiro as inscrições do edital de Vagas Olímpicas para acesso a 26 cursos de graduação da Unicamp em 2019 sem ter de passar pelo vestibular. Podem se inscrever estudantes premiados em olimpíadas ou outras competições de conhecimentos. Saiba mais.

 

130 vagas no Instituto Federal da Paraíba

O IFPB anunciou que vai realizar um concurso público com pelo menos 130 vagas para professores e servidores técnico-administrativos, informou o G1.

 

E mais

Programa financia pesquisas em imunologia e neurociência na Alemanha
Edital seleciona projetos conjuntos de pesquisa na área de Direito

 

Mande sua opinião. Assine. Recomende.

▪ Você gostou desta edição de Direto do Editor? Clique aqui para mandar sua opinião, inclusive sugestões e críticas também.
▪ Se quiser assinar Direto do Editor e apoiar o jornalismo independente, crítico e investigativo de Direto da Ciência, clique aqui.
▪ Se quiser recomendar Direto do Editor para alguém, clique aqui.

Obrigado. Bom fim de semana!


Fique por dentro. Assine Direto do Editor.

Assinando Direto do Editor você também estará colaborando com o jornalismo crítico, independente e investigativo de Direto da Ciência.*

É muito fácil, rápido e seguro assinar Direto do Editor. E você poderá, se quiser, cancelar facilmente a assinatura.

Escolha o seu plano de assinatura:

Mensal (R$ 10 por mês)



OU

Anual (R$ 100 por ano)



* Doadores de Direto da Ciência e assinantes do site também recebem Direto do Editor.


*

Top