Falhas ao atualizar currículos Lattes voltam a infernizar pesquisadores

Professores, pesquisadores e pós-graduandos temem não conseguir fazer alterações em tempo para prazos de bolsas, auxílios e concursos.

MAURÍCIO TUFFANI,
Editor

Direto da Ciência voltou a receber reclamações de usuários da Plataforma Lattes, que abrange registros curriculares de cerca de 6,5 milhões de pesquisadores, professores e pós-graduandos atuantes no Brasil. A nova onda de queixas começou no fim de dezembro e se intensificou nos últimos dias da semana passada. Questionado por e-mail na quinta-feira (10), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), órgão federal responsável pelo banco de dados, ainda não deu esclarecimentos nem orientações.

Praticamente todas as cerca de cem reclamações são de pesquisadores que afirmam a necessidade de atualizar seus currículos para se inscreverem em processos de seleção para cursos e também em concursos públicos para empregos. Há queixas também de usuários que afirmam não terem recebido nenhuma resposta do CNPq às mensagens enviadas ao e-mail atendimento@cnpq.br.

Inaugurado em 1999 e consagrado como um padrão nacional para acadêmicos e pesquisadores atuantes no Brasil, o chamado Currículo Lattes se tornou elemento de análise de avaliação para concursos, promoções e concessões de bolsas e financiamento a pesquisas.

Aos usuários da Plataforma Lattes que enfrentam falhas para atualizar seus currículos, Direto da Ciência reitera a recomendação do próprio CNPq para entrarem em contato com o setor de atendimento (atendimento@cnpq.br ou +55 61 3211-4000, das 8h às 20h, horário de Brasília). Caso não consigam desse modo resolver o problema, este site recomenda que seja acionada a Ouvidoria do órgão.

“Batizada” em homenagem ao físico Cesare Mansueto Giulio Lattes (1924-2005), a Plataforma Lattes é a maior base de dados de currículos do mundo. Direto da Ciência tem publicado reportagens sobre as recorrentes falhas na Plataforma Lattes desde fevereiro de 2017. Clique aqui para ver as matérias.

O espaço de comentários abaixo está à disposição das pessoas que quiserem apresentar seus relatos e opiniões sobre o assunto.

Na imagem acima, informação de falha na atualização de currículo na Plataforma Lattes, do CNPq. Foto: Mariana Amorim Fraga/Arquivo Pessoal.

Siga Direto da Ciência no Twitter e no Facebook.


Você acha importante o trabalho deste site?

Independência e dedicação têm custo. Com seu apoio produziremos mais análises e reportagens investigativas. Clique aqui para apoiar.


Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução de conteúdos de Direto da Ciência.
Clique aqui para saber como divulgar.

9 Comentários

  1. Andreia said:

    Meus projetos de pesquisa não aparecem no currículo. Estão cadastrados mas não é possível visualizá-los na consulta.

  2. Carlos said:

    Tem uma semana que estou tentando atualizar meu currículo. Já telefonei pra Brasilia e me pediram para enviar um e-mail para o atendimento. Enviei e eles responderam que o problema seria solucionado. Entretanto quando entro em atualizar, os dados atualizados por mim aparecem, mas quando vou em buscar currículo, ele aparece sem as atualizações recentes.

  3. Lia Giraldo da Silva Augusto said:

    Prezados editores , muito importante esta matéria, pois eu nao sabia que outros pesquisadores estão com o mesmo problema. Já tenho seis protocolos de reclamação, desde setembro de 2018, junto ao CNPQ. O meu problema é que o modo atualização do Lattes está fixado no ano de 2016, e eu não consigo alterar os anos 2017 e 2018, embora no modo BUSCA aparece atualizado com duplicatas que não podem ser corrigidas pela razão exposta, e agora outro problema surgiu: o meu resumo foi alterado com introdução de informação equivocada sobre a instituição de vínculo de aposentadoria, o que pode dar ensejo s falsidade ideológica, felizmente vi e corrigi, informando ós dirigentes institucionais. Mas até agora não recebi nenhum esclarecimento do CNPQ. Tudo muito estranho pois o CNPQ sempre primou por boa comunicação.

  4. Marcos Henqique said:

    Já passou da hora de se extinguir esta plataforma imprecisa.
    Usem a Web of Science!

  5. Samuel said:

    Plataforma visualmente horrenda e ultrapassada. É confusa e não funcional. Já passou da hora do CNPq melhorar isso.

  6. Edilson Laurentino said:

    Eu tentei bastante nesta semana realizar a atualização de meu Currículo, mas sem êxito. E esperei uma resposta da Plataforma pelo fato de visualizar uma informação ao final do procedimento, de que uma mensagem és tá vá sendo enviada ao coro técnico da mesma, para possíveis reparos. Mas não foi isso o que aconteceu.

  7. Jeferson said:

    Também não consegui atualIzar o meu currículo para me inscrever no curso de Mestrado. Um tanto quanto complicado!

*

Top