Busca no Cadastro Nacional de Unidades de Conservação está inacessível

Ministério do Meio Ambiente não explica interrupção de funcionamento de ferramentas de busca de seu banco de dados.

MAURÍCIO TUFFANI,
Editor
Terça-feira, 7 de agosto de 2019, 7h05.

Há cerca de uma semana estão inacessíveis as ferramentas de consulta ao Cadastro Nacional de Unidades de Conservação (CNUC), um banco de dados hospedado no site do Ministério do Meio Ambiente (MMA), prejudicando pesquisas e atividades de acompanhamento e planejamento de parques, estações ecológicas, áreas de proteção ambiental e outras modalidades de unidades de conservação (UCs).

Estabelecido em 2000 pela lei do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (Snuc), o CNUC é uma plataforma digital que integra informações padronizadas das áreas protegidas geridas pelos três níveis de governo e também por particulares. São ao todo 2.309 UCs, abrangendo 2,546 milhões de quilômetros quadrados, dos quais 62% em área continental e 38% em superfície marinha.

Post no Twitter em 31/jul. Imagem: Twitter/reprodução. (Clique na imagem para ampliá-la em outra aba ou janela.)

Desde o dia 31 de julho surgiram nas redes sociais reclamações de falta de acesso por meio de mecanismos de busca por unidade e por órgão gestor. Também inacessíveis nos últimos dias, os relatórios gerados pela plataforma forneciam informações detalhadas sobre a situação das unidades, facilitando a realização de diagnósticos, a identificação de problemas e a tomada de decisão.

Sob condição de anonimato, gestores de UCs estaduais informaram a Direto da Ciência que não estão conseguindo acesso por login e senha à base de dados do CNUC.

Além de dados gerais do Sistema Nacional de Unidades de Conservação, restam ainda acessíveis no CNUC apenas informações mais genéricas da unidades por meio de um infográfico disponível pela página principal ou em tabelas consolidadas em 1º de julho. Também está ainda disponível o download de pacotes de dados para compor mapas de UCs em sistemas de informações geográficas.

Questionado no final da manhã de ontem (6/ago), por meio de sua assessoria de imprensa, o Ministério do Meio Ambiente até o fechamento desta reportagem não informou o que causou a interrupção do acesso aos dados do CNUC nem se há data prevista para a plataforma digital voltar ao seu pleno funcionamento.

Na imagem acima, infográfico do Cadastro Nacional de Unidades de Conservação. Imagem: MMA.

Siga Direto da Ciência no Twitter e no Facebook.


Você acha importante o trabalho deste site?

Independência e dedicação têm custo. Com seu apoio produziremos mais análises e reportagens investigativas. Clique aqui para apoiar.


Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução de conteúdos de Direto da Ciência.
Clique aqui para saber como divulgar.

3 Comentários

  1. Pingback: AgirAzul Notícias - Brasil - Busca no Cadastro Nacional de Unidades de Conservação está inacessível

    • Roger Guimarães said:

      Eu inicialmente cogitei que haveria uma falha. Mas fiquei em dúvida ao ler no final da matéria a informação de que mais uma vez o MMA não deu explicações. Esse Ministro parece um Secretário Estadual do Meio Ambiente que teve aqui em São Paulo.

Deixe uma resposta para Mariana Caldas Cancelar resposta

*

Top