Biblioteca Nacional, Iphan, Funarte, Ancine e outros órgãos também vão para o Turismo

Decreto de Bolsonaro transfere também Casa de Rui Barbosa, Fundação Cultural Palmares e Ibram.

MAURÍCIO TUFFANI,
Editor
Sexta-feira, 8 de novembro de 2019, 9h37.

Um dia após ter transferido para o Ministério do Turismo a Secretaria Especial de Cultura, o presidente Jair Bolsonaro publicou nesta sexta-feira (8) no Diário Oficial da União a mudança, para o mesmo ministério, da Biblioteca Nacional, Fundação Nacional de Artes (Funarte), Casa de Rui Barbosa, Fundação Cultural Palmares, Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), Ibram (Instituto Brasileiro de Museus) e Agência Nacional do Cinema (Ancine).

Em edição extraordinária na tarde de ontem (7), o Diário Oficial da União publicou decreto do presidente Jair Bolsonaro nomeando o dramaturgo Roberto Alvim (nome artístico de Roberto Rego Pinheiro) para o cargo de Secretário Especial da Cultura. Além de, em setembro, ter ofendido em redes sociais a atriz Fernanda Montenegro, chamando-a de “sórdida” após ela posar fantasiada de bruxa a ser queimada com livros, em agosto Alvim anunciou o lançamento de uma “máquina de guerra cultural” e convocou “artistas conservadores”.

Comentei ontem o que está por trás da transferência da Secretaria Especial de Cultura, que já estava mal situada no Ministério da Cidadania, para uma condição pior no Ministério do Turismo. Está em “Investida que levou Cultura para o Turismo é a mesma que ameaça a Ciência”.

Na imagem acima, acervo da Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro. Foto Biblioteca Nacional/Divulgação.

Siga Direto da Ciência no Twitter e no Facebook.


Você acha importante o trabalho deste site?

Independência e dedicação têm custo. Com seu apoio produziremos mais análises e reportagens investigativas. Clique aqui para apoiar.


Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução de conteúdos de Direto da Ciência.
Clique aqui para saber como divulgar.

Um comentários;

  1. Pingback: Uso dos recursos das multas ambientais terá governança fraca - ClimaInfo

*

Top