Reitores interpelam Weintraub na Justiça por acusações contra universidades

Deputados também exigem explicações do ministro da Educação que alegou haver ‘plantações extensivas de maconha’ nas instituições.

MAURÍCIO TUFFANI,
Editor
Sexta-feira, 6 de dezembro de 2019, 11h17.

Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) está exigindo na Justiça que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, comprove suas declarações sobre “crimes de produção de drogas” e “plantação de ervas para produção de drogas” em universidades federais, que foram por ele divulgadas em uma entrevista e em seu perfil no Twitter.

“Você tem plantações extensivas de maconha em algumas universidades. A ponto de ter borrifador de agrotóxico”, disse Weintraub na entrevista. As afirmações do ministro foram repudiadas por  instituições acadêmicas e científicas.

Na ação de interpelação e de indenização por dano moral contra a União e contra o ministro, que foi ajuizada pela Andifes na 9ª Vara Cível da Justiça Federal de Brasília, a associação de reitores pede que Weintraub seja obrigado a prestar “os esclarecimentos e informações sobre as provas que amparam suas declarações, sobre quem especificamente foram dirigidas e sobre as providências ministeriais já tomadas em relação a tais fatos e, eventualmente, caso entenda pertinente, que se retrate de tais imputações”.

A Andifes afirma no documento que os casos apontados por Weintraub “já foram apurados pelas autoridades policiais, devidamente debelados por suas reitorias e não servem de exemplo negativo para as instituições, conforme até indicado pela imprensa”.

O ministro deverá também dar esclarecimentos sobre suas declarações à Câmara dos Deputados. Na quarta-feira (4), a Comissão de Educação aprovou requerimento de convocação de Weintraub, assinado por deputados do Podemos, PBS, PSOL e PT. Marcado para 10h da próxima quarta-feira (11), o comparecimento do ministro é obrigatório, sob pena de processo por crime de responsabilidade por ausência ou falta de justificativa prévia.

Clique aqui para ver a interpelação da Andifes ao ministro da Educação.

Na imagem acima, o ministro da Educação, Abraham Weintraub. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil.

Siga Direto da Ciência no Twitter e no Facebook.


Você acha importante o trabalho deste site?

Independência e dedicação têm custo. Com seu apoio produziremos mais análises e reportagens investigativas. Clique aqui para apoiar.


Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução de conteúdos de Direto da Ciência.
Clique aqui para saber como divulgar.

*

Top