1230 cientistas pedem ação global para restaurar governança ambiental no Brasil

Pesquisadores pedem que o governo brasileiro seja pressionado ‘a inverter sua agenda destrutiva’.

Segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020, 19h09.

Em carta publicada hoje na revista Nature Ecology & Evolution, 1230 pesquisadores pedem uma ação global para restaurar a governança ambiental no Brasil. Eles pedem que o governo brasileiro seja pressionado “a inverter sua agenda destrutiva”. “A administração do presidente Jair Bolsonaro está desmantelando as políticas socioambientais do país, comprometendo a governança de serviços ecossistêmicos de importância global”, dizem os cientistas.

Em mensagem preparada para a divulgação de seu manifesto em redes sociais, os pesquisadores resumiram que pedem:

1) desenvolvimento de agroindústria sustentável; 2) proteção e restauração dos ecossistemas; 3) fortalecimento dos direitos dos povos indígenas e tradicionais.

“O Brasil tem uma grande responsabilidade, pois seus ecossistemas são fundamentais para toda a humanidade. Recentemente, a governança ambiental brasileira tem sido enfraquecida, colocando nosso futuro em risco”, afirmaram os pesquisadores.

Direto da Ciência solicitou no final da tarde desta segunda-feira ao Ministério do Meio Ambiente uma posição sobre o documento dos pesquisadores. Esta página será atualizada se houver resposta.

Confira o manifesto Help restore Brazil’s governance of globally important ecosystem services” na revista Nature Ecology & Evolution.

Leia também:

Na imagem acima, área desmatada na Amazônia. Foto: Arquivo/Agência Brasil.

Siga Direto da Ciência no Twitter e no Facebook.


Você acha importante o trabalho deste site?

Independência e dedicação têm custo. Com seu apoio produziremos mais análises e reportagens investigativas. Clique aqui para apoiar.


Todos os direitos reservados. Não é permitida a reprodução de conteúdos de Direto da Ciência.
Clique aqui para saber como divulgar.

Um comentários;

  1. Pingback: Restauração da governança ambiental no Brasil, cientistas fazem pressão

*

Top