MAIS RECENTES

A ‘zica’ da fosfo

MAURÍCIO TUFFANI, Editor – Uma das principais notícias divulgadas desde a tarde de ontem (terça, 5/4) foi a decisão do STF de autorizar a USP a deixar de cumprir todas as cerca de 15 mil liminares que obrigavam a universidade a produzir e a fornecer fosfoetanolamina sintética para pacientes com câncer. Como destacou Herton Escobar

Perigo real e imediato

MAURÍCIO TUFFANI, Editor – Professores e pesquisadores da Uenf (Universidade Estadual do Norte Fluminense) começaram usar um canal no YouTube para divulgar os riscos e ameaças para suas pesquisas por causa dos cortes de verbas do governo do Rio de Janeiro para a instituição. No vídeo da imagem acima, a professora Virginia Silva Carvalho, do

Diretores de faculdades jesuítas nos EUA fazem alerta contra periódicos predatórios

MAURÍCIO TUFFANI, Editor – No ano passado, nos Estados Unidos, os diretores das faculdades jesuítas de economia e negócios emitiram um alerta público contra as revistas acadêmicas predatórias — aquelas cujo fator decisivo para publicar artigos não é sua aprovação após um processo de revisão por especialistas, mas o pagamento de uma taxa. Enquanto isso,

Mistérios orientais

MAURÍCIO TUFFANI, Editor – Desapareceu pelo menos desde há duas semanas todo o conteúdo de um dos domínios do publisher IACSIT (International Association of Computer Science and Information Technology), que anunciava ser sediado em Singapura, mas tinha suas operações na China. A editora organizou em parceria com a Unicamp a 3ª ICCEA (Conferência Internacional de

Imprensa questiona ‘fim da crise hídrica’, mas divulga índices distorcidos da Sabesp

MAURÍCIO TUFFANI, Editor – A divulgação desinformativa de índices da Sabesp, estatal de abastecimento de água do governo paulista, vem fazendo vítimas, inclusive na chamada grande imprensa e também, por extensão, entre seus leitores. Ontem (domingo, 3/abr) foi a vez do jornal O Globo, com o editorial “Alívio momentâneo não tira escassez de água da

Na Itália, ‘pílula do câncer’ tem adeptos após duas décadas de fracassos em testes

MAURÍCIO TUFFANI, Editor – Hoje, 1º de abril, faz exatamente 18 anos que o Parlamento italiano aprovou uma lei autorizando o médico e fisiologista Luigi di Bella (1912-2003), professor da Universidade de Modena, a testar um tratamento supostamente capaz de combater tumores sem os efeitos colaterais da quimioterapia e da radioterapia. Desde então, passados sucessivos

Top