Arquivos por tag: Prodes

SBPC defende Inpe de ataque ‘ideológico’ e ‘sem fundamento’ de Bolsonaro

SBPC defende Inpe de ataque ‘ideológico’ e ‘sem fundamento’ de Bolsonaro

Acusações do presidente ao instituto “são ofensivas, inaceitáveis e lesivas ao conhecimento científico”, afirma a entidade em manifesto. – MAURÍCIO TUFFANI, Editor Domingo, 21 de julho de 2019, 16h00. Dois dias após o presidente Jair Bolsonaro acusar de serem “mentirosos” os dados sobre desmatamento da Amazônia produzidos pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o

Desmatamento na Amazônia aumentou 13,8%. Floresta já perdeu 19,9%.

Temer termina sua gestão atingindo a maior taxa anual de corte raso na região nos últimos 10 anos MAURÍCIO TUFFANI, Editor – Atenção: os dados a que se refere a reportagem a seguir foram revisados em junho de 2019. Confira em “Consolidação de dados confirma 19,9% de devastação da Amazônia até 2018”. O presidente Michel

Brasil já fez sua parte para ‘ponto sem retorno’ da devastação da Amazônia

Com cerca de 20% da floresta já desmatados, alerta sobre limite pode até estimular políticos a criarem fato consumado  – MAURÍCIO TUFFANI, Editor Em seu artigo “Um ponto sem retorno”, publicado neste domingo na Folha, o biólogo Thomas Lovejoy, um dos criadores do conceito de biodiversidade, afirma que a devastação da Floresta Amazônica poderá se tornar irreversível

Governo quer terceirizar observação da Amazônia por satélite

Empresa a ser contratada será definida em pregão amanhã (4/mai), após prazo de 14 dias que incluiu dois feriados prolongados – MAURÍCIO TUFFANI, Editor O Ministério do Meio Ambiente (MMA) prevê contratar por R$ 78,5 milhões por ano o monitoramento dos desmatamentos da Amazônia que é realizado desde 1989 pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Brasil já perdeu 19,5% da Floresta Amazônica, área igual a meio Amazonas

MAURÍCIO TUFFANI, Editor – Na verdade, o estrago é maior do que afirma o título acima. Os 19,5% se referem “apenas” ao total do corte raso da Floresta Amazônica no Brasil. Esse quase um quinto de devastação da parte brasileira da grande mata equatorial sul-americana não inclui as áreas atingidas por queimadas que não eliminaram

Em maio, desmatamento na Amazônia manteve aumento retomado desde fevereiro

MAURÍCIO TUFFANI, Editor – As taxas mensais de desmatamento na Amazônia, que estavam em tendência de queda de agosto do ano passado a janeiro deste ano e voltaram a crescer de fevereiro a abril, mantiveram essa recente tendência de alta em maio, segundo relatório divulgado na tarde de ontem, quinta-feira (16/6) pelo Sistema de Alerta de Desmatamento

Top